Ciclo de oficinas Letras e Vozes

Ciclo de oficinas Letras e Vozes: Este projeto, coordenado pelas Professoras Cilza Bignotto e Mônica Gama, propõe uma parceria entre o Posletras, o Museu Casa Alphonsus de Guimaraens e a Casa de Cultura de Mariana, e tem como objetivo oferecer, mensalmente, palestras, minicursos ou oficinas os quais são ministrados e desenvolvidos pelos mestrandos do Programa. O público-alvo dessa parceria são os professores da rede básica de ensino de Mariana e de Ouro Preto. Com base em suas pesquisas de mestrado, os discentes procuram desenvolver ações que contribuam para a revisão de conceitos e/ou de práticas pedagógicas dos Professores participantes.

Agenda

 

Atividades realizadas em 2019

 

  • Data: 13/06/2019

Minicurso: A narrativa dos contos de fadas 

Responsável: Mestranda Natasha Castro Silva – (Orientadora: Profa. Cilza Bignotto)

Resumo: As narrativas populares e tradicionais que habitualmente conhecemos em língua portuguesa como contos de fadas têm uma característica muito própria que as distingue dos mais diversos gêneros literários. São histórias que fazem parte do universo maravilhoso, que podem ou não incluir fadas, mas que nunca deixaram de encantar gerações. Este minicurso tem o objetivo de apresentar as narrativas  Sol, Lua e Talia, de Giambattista Basile, A Bela Adormecida, de Charles Perrault, e A bela adormecida no bosque, de Figueiredo Pimentel. Em um primeiro momento, apresentaremos um breve percurso histórico dessas narrativas em seus contextos históricos e sociais. Em seguida, faremos uma análise textual, comparando as maneiras pelas quais foram recontadas.

 

Cartaz-convite

 

Registros do evento:

        

A mestranda Natasha Castro entre os professores da educação básica

 

 

  • Data: 11/07/2019

Oficina: O romance Mariana – Augusto de Lima Júnior

Responsável: Mestranda Tatiana Mol Gonçalves (Orientadora: Profa.  Cilza Bignotto)

Resumo: A oficina buscou apresentar o romance Mariana (1932), escrito por Augusto de Lima Júnior, que traz como mote de sua trama ficcional uma matéria de extração histórica e da memória coletiva da cidade cujo nome figura no título do livro. Para isso, abordaram-se as relações estabelecidas entre literatura, memória e história nas páginas do romance, a fim de contribuir para a divulgação e compreensão crítica dessa importante obra, que caiu em esquecimento, para a comunidade marianense.

 

Cartaz-convite

 

Registro do evento

Da esquerda para direita:  Profa. Cilza Bignotto, Ana Cláudia Rolla e a Mestranda Tatiana Mol Gonçalves

 

  • Data: 09/09/2019

Minicurso: O ponto de vista do narrador e sua maquinação no controle da informação narrativa.

Responsável: Mestranda Dayane de Oliveira – (Orientadora: Profa.  Mônica Gama)

Resumo: É comum, no dia a dia, contarmos para alguém ou para um grupo uma história, uma ocorrência, um caso (que se deu com a gente mesmo ou com um terceiro), aumentando um pouquinho, dando mais informações do que temos, transformando, assim, nossas suposições em fatos.... ou diminuindo, retendo um pouco da informação, seja por discrição, seja porque não confiamos no nosso interlocutor, ou mesmo para causar um suspense e deixá-lo curioso... Na literatura (e nos demais gêneros narrativos) não é diferente; por essa razão é que muito mais produtivo na análise de uma narrativa não é dizer a escolha da pessoa verbal com a qual se narra – se em primeira ou terceira pessoa –,  mas quanto se sabe sobre o que se conta quem está contando; e mais: quanto do que se sabe se escolhe  contar. Assim, podemos dizer que é muito importante na análise de uma narrativa identificarmos o ponto de vista ocupado pelo narrador e o controle que faz este da informação narrativa. A intenção desse minicurso não é nos perdemos nos emaranhados das tipologias narratológicas múltiplas de narrador e ponto de vista, mas identificarmos essas escolhas – de um determinado regime narrativo –  e seus efeitos, a partir de exemplos de variados gêneros narrativos.

 

 

Cartaz-convite

 

Registros do evento

Mestranda Dayane de Oliveira entre os Professores da Educação básica

 

  • Data: 10/10/2019

Oficina: Variação na escrita do /R/ final de alunos do Ensino  Fundamental I : algumas propostas de atividades

Responsável: Mestra Karine Gonçalves Martins (Orientadora: Profa. Soélis Mendes)

Resumo: Nesse curso foi discutido o processo de aquisição da escrita, considerando as dificuldades enfrentadas pelas crianças durante esses processos, as quais, muitas vezes, são impostas pela própria complexidade do sistema de escrita. Refletimos, especificamente, sobre as dificuldades decorrentes da interferência de padrões fonético-fonológicos na escrita infantil, com foco no seguinte caso de variação: apagamento x realização na escrita do /R/ final em verbos no infinitivo. Foram apresentadas, ainda, algumas propostas de exercícios para se trabalhar o fenômeno supracitado.

 

Cartaz-convite:

 

Registro do evento